A PRETO IMPÉRIO

A Preto Império é um coletivo e um negócio de impacto social que busca viabilizar os sonhos das populações negras, indígenas, tradicionais e periféricas, combinando geração de renda, retorno socioambiental e cultural.

 

Para isso, conta com uma sede na Vila Teresinha, localizada no distrito da Brasilândia, que oferece atividades e serviços nos eixos: Arte e CulturaAprendizagem Coletiva, Saúde e Bem Estar e Comunicação

#históriaPI

Quem soma

EQUIPE2020_%C3%89NOIS-57%20(1)_edited.jp

Simone Freire

Jornalista graduada pela PUC-SP. Nasceu e cresceu em Cidade Tiradentes, Zona Leste de São Paulo. Foi editora e coordenadora de Jornalismo no jornal Brasil de Fato, voltado às pautas de direitos humanos e movimentos populares. Já colaborou com veículos como Revista Retrato do Brasil, Caros Amigos e Le Monde Diplomatique Brasil.. É editora da Agência Énois e do portal Alma Preta. Também integra a Rede Jornalistas das Periferias. Enquanto mulher, negra e periférica atua na descoberta e promoção de iniciativas de comunicação que tenham como pilares: raça, classe, gênero e território.​ 

>> Na Preto Império, é responsável pela comunicação, marca, planejamento e análise de informações.

priscila_edited_edited.jpg

Priscila Reis

Formada em Relações Públicas pela FIAM FAAM- FMU, mora desde que nasceu na Brasilândia, zona norte de SP. Atua há três anos na produção de eventos e desde 2010 com desenvolvimento comunitário, foi articuladora do plano Juventude Viva na Brasilândia e idealizadora do projeto Negr@Brasa. Atualmente está articuladora de projetos na Preto Império e é colaboradora do Território da Notícia.

>> Na Preto Império, é responsável pela articulação, relacionamento com parceiros e comunicação. 

18193215_1574526755891540_33762543223477

Dimas Reis

Atua com ações de desenvolvimento local, turismo de aprendizagem, apoio e articulação de projetos entre ONGs e coletivos sócio-culturais. Foi coordenador da Casa de Cultura Brasilândia, co-criador do Espaço Cultural do Morro e do Centro de Memória da Brasilândia.

Educador, também é tecelão de sonhos e facilitador de diálogos.

Tem como propósito criar espaços e ambiências onde as pessoas possam expressar sua essência, seus propósitos coletivos e individuais. Nesse caminho, sua formação segue pelas artes, permacultura, terapias alternativas, desenvolvimento de negócios e desenvolvimento comunitário.

>> Na Preto Império é relações públicas e responsável pela gestão, planejamento e execução operacional.

Beatriz Reis

Atua no desenvolvimento de projetos para juventude e apoio e articulação de projetos. É formada em Metodologias Colaborativas e Mobilização Comunitária pelo programa Guerreiros Sem Armas (GSA) 2019, do Instituto Elos. Foi produtora Cultural do Terça Afro, conhecido como um quilombo urbano localizado na região norte de São Paulo (SP), que realiza rodas de conversa, troca de saberes ancestrais e formação.

>> Na Preto Império é responsável pela articulação local, produção e execução operacional.